Como montar a sua carteira de investimentos

Como Montar a sua carteira de investimentos

Hoje vamos falar sobre a alocação de investimento e como ela é importante para que possamos investir com segurança e, principalmente, diversificar nossos resultados.


Publicado em 15/03/2021. Por Moisés Silva.

A importância da alocação financeira para os resultados.

Saber sobre finanças, atualmente, é uma coisa muito importante e um assunto cada vez mais popular. Afinal, entender como fazer com que o dinheiro trabalhe por você pode ser algo muito bom, certo?

Antes de começar a aprofundar no mundo das finanças, é necessário entender onde é possível investir e como são divididos os tipos de investimentos disponíveis hoje e, que estão de acordo com as suas necessidades e objetivos.

Renda variável x Renda fixa

Existem 2 grandes tipos de investimentos e são divididos em renda fixa e renda variável.
As grandes diferenças entre as categorias são o montante de dinheiro investido, o risco das aplicações e a liquidez.

Antes de você prosseguir é importante entender os seguintes conceitos:
Retorno: é o valor que você receberá além daquele que você investiu;
Liquidez: é a facilidade que você tem em converter um ativo em dinheiro;
Risco: está associado à variação do valor aplicado.

Os investimentos de renda fixa são regidos sempre pelo retorno que você terá sobre o investimento. Sendo assim, são menos arriscados e ideais para aplicação de curto prazo.
Dentro dessa categoria existem duas modalidades, prefixados e pós fixados. Os prefixados se referem a aqueles investimentos em que você sabe qual é o retorno que terá. Já os pós-fixados possuem uma taxa indexada a algum índice da economia.
Renda variável são os tipos de investimentos sem previsibilidade de retorno, pois sua rentabilidade está atrelada tanto a fatores externos, como economia e política, quanto à capacidade dos ativos de prosperarem. Ações, dividendos, etc.

Tipos de investimentos:

-Tesouro Direto
-Certificado de Depósito Bancário (CDB)
-Letra de Crédito Imobiliário (LCI) e Letra de Crédito do Agronegócio (LCA)
-Debêntures
-Fundos de Investimento (FI)
-Fundos Imobiliários (FII)
-Ações

Como começar a investir:

Faça seu planejamento financeiro:

O primeiro passo para começar a investir, é fazer seu planejamento financeiro pessoal. A partir dele você deixará todas as suas contas em dia e estipulará metas com valores para investimentos mensais.

Estude sobre o assunto:

Para tomar decisões financeiras conscientes, é fundamental entender sobre os produtos financeiros, os tipos de investimentos e como as coisas funcionam.

Abra uma conta em uma corretora

Abrir uma conta em uma corretora de valores para ter acesso aos produtos financeiros é fundamental.

Saiba qual o seu perfil de investidor
Por meio dessas instituições, você terá que fazer um teste para saber qual o seu perfil de investidor. Uma das nossas sugestões é a RICO

Escolha seus tipos de investimentos:.

Com base nos passos anteriores, você já será uma pessoa preparada para fazer escolhas conscientes dos seus tipos de investimentos. Se atente ao valor inicial da aplicação, prazo de resgate, riscos envolvidos, levando sempre em consideração o seu perfil de investidor